Bicicletada na mídia – DN Online/2009

cabec3a7alho31

 

Matéria publicada no DN Online/2009.

Desenvolvimento sustentável, políticas públicas para o trânsito urbano, formas alternativas de transporte. Numa movimentação a favor da construção de ciclovias na cidade e pela consciência ambiental, o grupo Bicicletada com apoio da Associação Potiguar Amigos da Natureza (Aspoan) organizou na tarde deste domingo (29) um movimento com cerca de 30 ciclistas que percorreu a Salgado Filho a partir do IFRN (antigo Cefet) até a Praça das Flores em Petrópolis.

O bicicletada é um movimento presente em mais de 200 cidades ao redor do mundo e atuante desde 2002. Ele visa a diminuição do uso de veículos não-motorizados como medida contra os efeitos do aquecimento global e a favor da economia dos bens energéticos. Além disso, busca conscientizar as pessoas quanto ao uso da bicicleta, um meio de transporte não poluente e benéfico à saúde.

O bicicletada acontece oficialmente em Natal desde setembro de 2007, todo último domingo de cada mês; idéia do então estudante de controle ambiental Taoan Cunha. Desde então, o movimento organizou mais de 20 ações como esta, mas por falta de uma divulgação maior as “bicicletadas” não conseguiam ter um número significativo de pessoas. “Tinha um pessoal que desde 2005 queria fazer o bicicletada em Natal e aí nos organizamos e começamos”, diz Taoan.

No início deste ano, com a agregação de novas pessoas e a divulgação do Plano de Mobilidade Natalense da Prefeitura Municipal que prevê, dentre outras coisas, a construção de ciclovias na cidade, o movimento ganhou força. “A perspectiva que temos é muito positiva com esse plano, já conseguimos uma cópia com a prefeitura e estamos estudando”, diz Francisco Iglesias, presidente da Aspoan. Apesar disso, os membros criticam o caráter não-democrático que foi a confecção dele. “Ele foi feito por técnicos e professores, não ouviu a sociedade civil”, reclama Vanessa Paula uma das participantes.

Além do estudo do Plano de Mobilidade, Francisco ressalta que os organizadores do movimento pretendem conseguir uma audiência com a prefeita Micarla de Souza para conversar sobre a questão das ciclovias. “Um dos pontos do plano é a construção de ciclovias, existe uma iniciativa sobre isso, mais ainda precisa de um investimento pesado do poder público”, revelou.

Outra ponto que precisa ser discutido com o poder público é quanto a má educação de alguns motoristas que não respeitam os que optam pela bicicleta. “A sociedade não tem como investir em educação de trânsito, o poder público precisa investir nisso e em sinalizações”, diz Francisco quando questionado sobre os perigos que correm no trânsito natalense.

Movimento

A concentração da bicicletada começou por volta das 15h com 35 pessoas sendo 28 ciclistas. Os membros que participam do movimento a mais tempo aproveitaram para explicar a idéia e as três vias fundamentais que os regem: a via ecológica, que é o desenvolvimento de formas alternativas de transporte, a via social, a conscientização da sociedade quanto a necessidade de desenvolvimento sustentável e a via do bem-estar físico, as vantagens que pedalar faz a saúde.

Passando por ali na sua bicicleta comprada há mais de 10 anos, o sapateiro Carlos Alberto de Souza (65) decidiu dar uma olhada e foi convidado a participar. Animado e cheio de disposição se juntou aos jovens com muito bom humor e revelou: “ando de bicicleta desde os seis anos, ando até mais que de ônibus e é por isso que dizem que não pareço ter a idade que tenho”, confessou sorridente.

Ele atribui a sua juventude a prática esportiva e ao uso constante da bicicleta. Carlos revelou ainda que quando era jovem chegou a participar de competições do esporte. “Ganhei muitos troféus e medalhas, inclusive uma bicicleta quando era mais jovem”, revela com orgulho.

Reunidos e depois de determinar o roteiro, por volta das 16h20 os participantes foram para rua iniciar o movimento. Uma das principais dificuldades eram os motoristas que vez ou outra tentavam andar na faixa onde os ciclistas estavam, mesmo com o grupo sendo escoltado por um carro.

Ao chegar na Praça das Flores em Petrópolis, eles deram uma pausa de aproximadamente 10 minutos e voltaram até o shopping Midway Mall. Apesar do desrespeito de alguns motoristas, o grupo chamou a atenção de curiosos que fizeram perguntas sobre o propósito daquilo e outros que aprovaram a idéia.

Em frente ao shopping eles fizeram uma reunião final, dando informes sobre o movimento e divulgando o blog. “Que bom isso, não pensávamos que ia dar tanta gente”, desabafou Francisco Iglesias. A próxima bicicletada será realizada no último domingo de abril.

Fábio Faria

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado